COREIA DO NORTE DIZ ESTAR A PERDER A PACIÊNCIA COM OS ESTADOS UNIDOS

A Coreia do Norte anunciou, ontem, que está a perder a paciência perante as políticas hostis e exigências unilaterais de desarmamento nuclear feitas pelos Estados Unidos. Numa declaração publicada na agência de notícias de Pyongyang, um dos principais responsáveis norte-coreanos, Kim Yong-chol, alertou que o relacionamento pessoal próximo entre os líderes dos dois países pode não ser suficiente para impedir o fracasso dos esforços diplomáticos sobre o desarmamento nuclear.


Se, por um lado, avisou que se a hostilidade persistir tal significa que “pode haver troca de tiros a qualquer momento”, por outro sublinhou que o Governo do Presidente dos EUA estaria “seriamente errado” em ignorar um prazo até ao final de ano estabelecido pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un, para propor “termos mutuamente aceitáveis” de forma a salvar um futuro acordo. As negociações entre os dois países fracassaram na cimeira de Fevereiro entre Kim e Trump, em Hanói, Vietname, durante a qual os EUA rejeitaram as exigências norte-coreanas de alívio das sanções em troca de um acordo fragmentado para a renúncia parcial das suas capacidades nucleares.
Partilhar:
KAMBA VIRTUAL Kamba Virtual. A SUA FONTE DE NOVIDADES EM UM CLICKTony Rodrigues