ISABEL DOS SANTOS QUER 5 MIL EUROS POR DIA PELO TWEET DO "LAVA QUE SE FARTA" DE ANA GOMES


   A ex-eurodeputada escreveu no Twitter que a angolana "lava que se farta". Isabel dos Santos avançou para tribunal e quer 5.000 euros por cada dia em que os tweets de Ana Gomes continuem online.

  Isabel dos Santos avançou com uma ação contra Ana Gomes por causa dos tweets onde a ex-eurodeputada acusou a empresária angolana de “lavar [dinheiro] que se farta”. Isabel dos Santos sente-se ofendida com o conteúdo das declarações de Ana Gomes, a quem exige 5.000 euros por dia se não apagar os posts que publicou na sua conta pessoal na rede social Twitter há cerca de dois meses. “De maneira nenhuma considero apagar esses tweets“, diz Ana Gomes ao ECO.
   No dia 14 de outubro, Ana Gomes, reagindo a uma entrevista de Isabel dos Santos à Lusa, em que a filha do ex-Presidente de Angola disse que se endividava muito para investir, publicou no Twitter: “Isabel dos Santos endivida-se muito porque, ao liquidar as dívidas, “lava” que se farta! E os bancos querem ser ressarcidos, só em teoria cumprem #AMLD (Diretiva Anti-branqueamento de Capitais), de facto não querem saber a origem do dinheiro… E o ⁦Banco de Portugal⁩ não quer ver…”
   Pouco tempo depois, Ana Gomes postou novo tweet sugerindo que Isabel dos Santos usa o banco EuroBic para esconder a origem do seu património, com o Banco de Portugal e o Banco Central Europeu a “assobiarem para o ar”. 
   Em reação, o banco anunciou que ia apresentar um procedimento judicial contra Ana Gomes, algo que ainda não terá feito — “Pelo menos ainda não fui notificada desse processo”, adianta a antiga diplomata ao ECO. No Twitter, disse estar ainda à espera desse processo, referindo-se ao EuroBic de “lavandaria”
   Quem já avançou contra Ana Gomes foi, entretanto, Isabel dos Santos. A angolana apresentou uma ação cível no tribunal de Sintra, exigindo que a ex-deputada portuguesa do Parlamento Europeu apague estes e outros tweets onde a acusa de lavagem de dinheiro. Ana Gomes já foi notificada da queixa e terá de comparecer no tribunal no próximo dia 17 de dezembro.
“Pede que retire os tweets e 5.000 euros por cada dia em que os tweets continuem online”, adianta Ana Gomes ao ECO. “De maneira nenhuma considero apagar esses tweets. Obviamente que cumprirei o que o tribunal decidir, mas estou muito mobilizada para lá ir a apresentar as provas do que escrevi“, acrescenta.
   Em causa está um processo especial de tutela de personalidade — previsto no artigo 879º do Código de Processo Civil — em que o autor da ação (neste caso Isabel dos Santos) pede que sejam tomadas determinadas medidas para evitar ameaças diretas à personalidade (física ou moral) ou fazer cessar efeitos de ofensas já cometidas. Porém, a decisão pode ser meramente provisória.
   Ana Gomes diz possuir mais elementos de prova para apresentar. “Uma parte deles já os fiz seguir para a Procuradoria-Geral da República, Autoridade Tributária e para as autoridades europeias. Tenho muito gosto em ir apresentá-los também em tribunal”, refere. No Twitter, a dirigente socialista disse esta quinta-feira à noite que não faltará à chamada do tribunal. “Com mais do que argumentos em carteira”, assinalou.


Partilhar:

Enviar um comentário

KAMBA VIRTUAL Kamba Virtual. A SUA FONTE DE NOVIDADES EM UM CLICKTony Rodrigues